Friday 16 November 2018
Home      All news      Contact us      English
dnoticias - 6 days ago

Militares venezuelanos alertados para não viajarem de noite e limitarem uso de uniforme

O Comando Estratégico Operacional das Forças Armadas da Venezuela emitiu hoje um comunicado interno a alertar os oficiais a não viajarem de noite e a limitarem o uso do uniforme. A ordem tem lugar depois de alegados integrantes do Exército de Libertação Nacional da Colômbia terem emboscado recentemente uma viatura de oficiais da Guarda Nacional Bolivariana (polícia militar), provocando três mortos e dez feridos, no Estado de Amazonas, sul do país.“Face aos acontecimentos recentes, em que perderam a vida vários integrantes das nossas Forças Armadas, ordena-se aos comandantes, chefes de unidades e dependências (...) a programar atividades para consciencializar os efetivos sobre as recomendações de segurança e proteção pessoal, para evitar a perpetração de agressões ou atos delituosos em que possa ser afetada a segurança pessoal”, lê-se no comunicado.Segundo uma cópia do documento, divulgado pela imprensa venezuelana, os oficiais receberam instruções para “não saírem dos quartéis à noite” e “não frequentar lugares de duvidosa reputação ou que representem um risco para a segurança pessoal”.Os oficiais são ainda alertados para “não se exporem, em horas noturnas, usando caixas eletrónicas (Multibanco) localizados fora dos centros comerciais”.“Restringir o uso do uniforme, quando não estiverem no cumprimento de atividades relacionadas com o serviço, em lugares fora dos quartéis, bases (militares), fortes, unidades ou dependências do setor da defesa”, acrescenta-se no documento.O alerta é extensivo quanto à identificação, pelo que devem os oficiais venezuelanos ter o cartão militar separado do de identidade, para evitar que “no caso de serem surpreendidos por criminosos, descubram a sua condição de militar”.O comunicado foi assinado pelos comandantes da Região de Defesa Integral Central (que abrange os Estados venezuelanos de Arágua, Carabobo e Yaracuy, no centro do país), António Hernández Lárez e Jonny Enrique Vera González.O ataque, contra oficiais da Guarda Nacional Bolivariana ocorreu no passado dia 04 e, segundo as autoridades venezuelanas, foi uma “represália” pela captura de nove paramilitares colombianos, no bairro Escondido III, do município Atures, do estado de Amazonas.Segundo as autoridades venezuelanas, entre os paramilitares que foram detidos está Luís Felipe Ortega Bernal, de nacionalidade colombiana, contra o qual foi emitido um alerta pela Interpol.Entretanto, o Governo colombiano emitiu um comunicado expressando solidariedade e pêsames pelo “condenável assassínio de oficiais da GNB” e condenando “o terrorismo e a violência gerada por grupos armados organizados” na Colômbia.Segundo o comunicado, o detido, Luís Felipe Ortega Bernal, é “um reconhecido cabecilha do Exército de Libertação Nacional da Colômbia [ELN]”.

Related news

Latest News
Hashtags:   

Militares

 | 

venezuelanos

 | 

alertados

 | 

viajarem

 | 

noite

 | 

limitarem

 | 

uniforme

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources