Sunday 15 December 2019
Home      All news      Contact us      English
diariodigital - 13 days ago

Messi: Tenho consciência da idade que tenho, mas quero continuar a desfrutar do futebol

O futebolista argentino Lionel Messi afirmou hoje que nunca deixou de “sonhar” desde que recebeu a primeira Bola de Ouro, em 2009, e que espera continuar a “desfrutar”, apesar de o final de carreira estar a aproximar-se.Depois dos triunfos em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015, o jogador do FC Barcelona voltou a vencer o prémio da France Football, repetindo a eleição da FIFA - que de 2010 a 2015 entregou o prémio em parceria com a revista francesa - como o melhor da época 2018/19.“Quero agradecer a todos os jornalistas que votaram em mim, aos meus companheiros no clube e na seleção. Há quase 10 anos, recebia a primeira Bola de Ouro aqui, em Paris. Tinha 22 anos e era impensável o que estava a viver. Agora, 10 anos volvidos, recebo o sexto troféu”, referiu Messi, após receber a Bola de Ouro, prémio da France Football para o melhor jogador do ano.Com esta conquista, Messi isolou-se na liderança do ‘ranking’, com mais um troféu do que o português Cristiano Ronaldo, que terminou na terceira posição. O holandês Virgil van Dijk, que há poucos meses recebeu o prémio de melhor jogador da UEFA, foi segundo colocado.Em 2019, o ‘10’ argentino contabiliza 46 golos marcados e 17 assistências, em 54 jogos, sendo que, coletivamente, conquistou a Liga espanhola 2018/19 e foi terceiro na Copa América.Messi, de 32 anos, recordou a conquista do primeiro troféu, em 2009, assegurando que, desde então, procurou “melhorar dia após dia”.“Tenho consciência da idade que tenho e que o final de carreira começa a aproximar-se, mas ainda tenho vários anos pela frente, apesar de estar a passar tudo muito rápido. Quero continuar a desfrutar do futebol, juntamente com a minha família, os meus adversários e os meus companheiros de equipa”, observou o internacional argentino.O português Bernardo Silva, do Manchester City, ficou no nono lugar da lista, enquanto João Félix, do Atlético de Madrid, foi 28.º.O holandês Matthijs de Ligt, que alinha na Juventus, recebeu o ‘Troféu Kopa’, atribuído ao melhor jogador sub-21, superando o inglês Jadon Sancho, do Borussia Dortmund, e precisamente o internacional luso do Atlético de Madrid, segundo e terceiro classificados, respetivamente.“Quero agradecer ao Ajax, o clube no qual cresci, que me deu muito, aos meus companheiros de equipa, à Juventus, a todos. Sinto um enorme orgulho por ter conseguido este prémio”, afirmou De Ligt, de 20 anos, que ficou no 15.º lugar da votação do prémio ‘Ballon d’Or’.Por seu lado, o brasileiro Alisson, do Liverpool, superou o alemão Marc-André Ter-Stegen (FC Barcelona) e o compatriota Ederson (Manchester City), e foi galardoado com o ‘Troféu Lev Yashin’, que premeia o melhor guarda-redes.“É um orgulho estar aqui com tantos bons jogadores e jogadoras, alguns dos quais avançados. Vocês dificultam muito a nossa tarefa. Temos de trabalhar sempre muito para vos parar. Tem sido um grande ano, com a conquista da Liga dos Campeões e alguns prémios individuais. Não me sinto sortudo, sinto-me, sim, abençoado”, transmitiu o guardião do Liverpool, de 27 anos.No futebol feminino, o principal galardão, o de melhor jogadora do ano, foi entregue à norte-americana Megan Rapinoe, que ajudou a seleção dos Estados Unidos a conquistar o Mundial2019, que decorreu em França.“Quero congratular as outras nomeadas. Nem acredito que ganhei este troféu. Tem sido um ano incrível. O futebol feminino tem muita sorte em poder contar com todas estas jogadoras fantásticas todos os anos. Isso obriga-me a trabalhar ainda mais para me tornar na melhor jogadora possível”, afirmou a futebolista, que superou a inglesa Lucy Bronze e a compatriota Alex Morgan.


Latest News
Hashtags:   

Messi

 | 

Tenho

 | 

consciência

 | 

idade

 | 

tenho

 | 

quero

 | 

continuar

 | 

desfrutar

 | 

futebol

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources