Friday 14 August 2020
Home      All news      Contact us      English
diariodigital - 1 month ago

Vento coloca Rio Ave no 5.º posto, empurra Portimonense mais perto da descida e confirma manutenção do Marítimo

Um golo olímpico de Filipe Augusto, aos 91 minutos, ditou a vitória do Rio Ave sobre o Portimonense, em encontro da 31.ª jornada da I Liga. Os algarvios marcaram primeiro por Vaz Té, os vila-condenses empataram ainda no primeiro tempo, numa grande penalidade convertida por Taremi. O Rio Ave sobe ao 5.º posto e ultrapassa o Famalicão, o Portimonense perde boa oportunidade para deixar o penúltimo lugar. Esta vitória confirma a permanência do Marítitimo.A Europa e a manutenção entraram em jogo em Vila do Conde, com o Rio Ave a tentar voltar aos triunfos, após a derrota na jornada passada com o Gil Vicente. Os algarvios também tentavam dar sequência ao bom registo neste regresso da Liga, depois de terem perdido na ronda anterior com o Vitória de Guimarães. A vitória colocaria o Rio Ave de novo no quinto posto, à frente do Famalicão que joga hoje com o Benfica. Já o Portimonense podia sair da zona de descida, onde está desde a 15.ª ronda.Numa tarde de muito sol e sempre ventosos no Estádio dos Arcos, o Portimonense entrou praticamente a vencer. Após canto de, a bola descreveu um arco, pela ação do vento, foi ter à cabeça de Vaz Té, que inaugurou o marcador.A jogar a favar do vento, o Portimonense ia criando perigo, principalmente em lances de bola parada, com Kieszek a ter difuculdades já que cada bola levava consigo muita imprevisibilidade.Contra o vento, o Rio Ave tinha de subir no terreno com um futebol mais rendilhado, com passes curtos, para tentar incomodar Gonda. Aos 14 minutos um mau alívio de Dener deixou a bola para Gelson Dala mas o remate do angolano saiu por cima. Aos 26 minutos situação idêntica: Gelson Dala meteu na área, Hackman falhou o alívio, Taremi não contava com tanta oferta e também falhou o desvio para golo. No minuto seguinte Gelson Dala colocou a bola no fundo das redes mas estava em fora-de-jogo.Mas, no lance, terá havido mão na bola de Jadson. Após longa espera e muita conversa com o VAR, o árbitro Rui Costa foi rever o lance no monitor, onde também esteve durante imenso tempo. Acabou por assinalar grande penalidade, que Taremi converteu no seu 14.º golo nesta edição da Liga.Nos sete minutos de descontos dados pelo árbitro no primeiro tempo, os comandados de Paulo Sérgio criaram três situações de golo. Aos 45, Vaz Té teve o golo na cabeça após canto mas desta vez o seu desvio saiu ligeiramente para fora. Aos 46, nova perdida: após canto, Aderlan salvou o golo de Rômulo em cima da linha de golo. A bola foi ter com Lucas Fernandes fora da área, o brasileiro rematou, a bola bateu em Diogo Figueiras e quase entrava mas, no último instante, apareceu Kieszek a defender. Em cima da linha, Hackman tentou o golo mas não conseguiu. Incrvel!No segundo tempo o centro do jogo virou-se para o meio-campo do Portimonense, agora a jogar contra o vento mas as condições atmosféricas não ajudavam.Carlos Carvalhal mexeu na equipa, entrando Carlos Mané, Lucas Piazon, Pedro Amaral e Bruno Moreira, nos postos de Mateus Reis, Nuno Santos, Diego Lopes e Diogo Figueiras. Respondeu Paulo Sérgio, lançando Muhanad Ali, Bruno Costa nos lugares de Ricardo Vaz Tê e Lucas Fernandes. Rômulo tinha entrado no posto de Dener no primeiro tempo.Só aos 86 minutos se viu um lance de real perigo: Piazon marcou um canto, o vento fez a sua magia , Gonda teve de se aplicar para afastar a bola para fora.Este filme repetiu-se aos 91, com outro desfecho: Felipe Augusto bateu o canto, o vento empurrou a bola em direção da baliza. Gonda tentou socar a bola mas falhou o gesto técnico e viu o esférico entrar no segundo poste. Golo olímpico do médio brasileiro, com muitas culpas para o guarda-redes japonês.


Latest News
Hashtags:   

Vento

 | 

coloca

 | 

posto

 | 

empurra

 | 

Portimonense

 | 

perto

 | 

descida

 | 

confirma

 | 

manutenção

 | 

Marítimo

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources