Tuesday 20 April 2021
Home      All news      Contact us      RSS      English
diariodigital - 2 month ago

Van Basten chegou a dever 32,8 milhões de euros ao fisco holandês

Marco Van Basten foi um dos mais lendários futebolistas da década de 1980 e inicio da década de 1990. Consecutivas lesões, contudo, condicionaram a sua carreira e ditaram um fim prematuro da mesma. Ajudou a Holanda a sagrar-se campeã da Europa, o Milan a conquistar a Taça dos Campeões, venceu a Bola de Ouro três vezes, mas pendurou as chuteiras quando tinha apenas 30 anos.Aventurou-se, depois, no mundo nos negócios, mas as coisas não correram bem, como conta na sua autobiografia, Frágil, a minha história , chegando a comparar mesmo a situação que viveu à do filme O Lobo de Wall Street . É que Marco van Basten investiu 20 milhões de euros num banco holandês em 1999 e em 2002, face à crise financeira que se viveu na altura, já só treze.Em 2001, o fisco holandês exigiu-lhe 32,8 milhões de euros para liquidação iminente. Na sua autobiografia, o antigo jogador fala abertamente do resultado dos seus maus investimentos, do excesso de confiança e da sua ignorância na matéria. Sinto que é um bom momento para contar a minha história. A partir da minha perspetiva. De dizer a minha verdade. A história que nunca contei. Nela poderei esclarecer algumas coisas, sem piedade de ninguém, muito menos de mim mesmo. Chegou a hora , começa por escrever Van Basten.Van Basten começa por recordar a sua infância, o seu desejo cego de querer ser o melhor do mundo, a sua relação com compatriota e lenda Johan Cruyff, a quem substituiu no dia em que estreou pelo Ajax e, claro, o calvário que viveu com as lesões. Depois, conta os problemas financeiros inesperados por que passou.Van Basten revê sua infância, seu desejo cego de querer ser o melhor do sua relação com seu compatriota e lenda Johan Cruyff, a quem substituiu no dia em que estreou pelo A claro, sua lesão interminável no tor e problemas financeiros inesperados.Começou por investir dois milhões de euros e, no final de 1999, tudo , mais de vinte milhões, sublinha no livro. Em setembro de 2002, descobriu que já só tinha 13 milhões, o resto tinha-se esfumado, explica o jogador.Pelo meio, uma inesperada e pouco desejada carta das finanças. O Sr. Van Basten é condenado a pagar integralmente o atual acordo tributário da Agência Tributária da Holanda até de 31 de dezembro de 2001: 32,8 milhões de euros , dizia a carta. Van Basten descobriu mais tarde que o valor dizia respeito ao facto de ter vivido no Mónaco e regressado à Holanda, em 1998, e que a multa era de 100% mais juros. Confiou, na altura, num advogado e numa grande sociedade de consultoria tributária para evitar tais problemas, mas não correu como esperava.Van Basten optou então por salvar seus ativos existentes e começar do zero. Depois de uma jornada árdua, chegou a um acordo com as finanças em 2005. Alguém viu o Lobo de Wall Street? Mais tarde entendi que era um pouco como naquele filme , reconhece o antigo internacional holandês, autor dauqele que muitos dizem ter sido o melhor golo da história dos Campeonatos da Europa de Futebol, em 1988, frente à URSS.


Latest News
Hashtags:   

Basten

 | 

chegou

 | 

dever

 | 

milhões

 | 

euros

 | 

fisco

 | 

holandês

 | 

Sources