Tuesday 22 January 2019
Home      All news      Contact us      English
Publico - 6 month ago

“Parecia possível acabar com a pobreza e com a desigualdade. Não é possível!”

Maria José Morgado recusa autodefinir-se, mas afirma que é uma burocrata sonhadora. Aos 67 anos, a procuradora distrital da comarca de Lisboa lamenta não ter jeito para ser bon-vivant, dá graças pela “revolução” por que tanto lutou não ter acontecido e não esconde a emoção ao falar do marido, o fiscalista Saldanha Sanches: “De certa forma é pacificador estar ao lado de quem morre.”

Related news

Latest News
Hashtags:   

“Parecia

 | 

possível

 | 

acabar

 | 

pobreza

 | 

desigualdade

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources