Friday 22 November 2019
Home      All news      Contact us      English
dnoticias - 13 days ago

Iglésias comenta taxa turística na Madeira e lembra argumentos usados por outros contra CMF

“Sobre a proposta de uma taxa turística regional, aguardo as reacções indignadas de hoteleiros, operadores turísticos, agências etc., num momento negativo do turismo de se querer colocar ainda mais fiscalidade em cima da actividade... lembro-me muito bem de quando a Câmara do Funchal quis implementar a taxa turística municipal, o argumento de que seriam as empresas locais, e não os turistas, a assumir/ absorver esse “custo” o que teria impactos terríveis e irrecuperáveis...”, escreve Miguel Iglésias na sua página de Facebook.O líder parlamentar do PS-M reagia, assim, ao repto lançado na abertura da XIII Conferência Anual de Turismo (CAT) pelo Presidente da Ordem dos Economistas de criar uma taxa turística regional, em vez de uma por cada concelho.A medida teria como objectivo encontrar um meio de aumentar o financiamento à promoção do destino Madeira, chamando o poder regional a si a possibilidade de criar uma taxa turística para todo o destino, verba que depois seria canalizada para as acções necessárias de promoção no exterior para chamar ainda mais turistas.Contudo, no entender do socialista, “se o problema é o financiamento da APM para mais promoção, constituída em 50% por privados, em vez de se criar uma taxa mais vale se chegarem à frente aumentando a sua contribuição... não?”, questiona Iglésias na mesma publicação.
Recorde-se que o desafio da Ordem dos Economistas foi aceite pelo Governo, que se comprometeu a estudar opções.Para o secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, trata-se de “uma tendência inevitável”.A XIII Conferência Anual de Turismo (CAT) decorreu, ontem, dia 8 de Novembro, no Centro de Congressos da Madeira, sob o tema ‘Mercados Emissores’.


Latest News
Hashtags:   

Iglésias

 | 

comenta

 | 

turística

 | 

Madeira

 | 

lembra

 | 

argumentos

 | 

usados

 | 

outros

 | 

contra

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources