Saturday 8 May 2021
Home      All news      Contact us      RSS      English
diariodigital - 24 days ago

Manchester City volta a vencer Dortmund e vai defrontar PSG nas meias-finais da Champions

O Manchester City está nas meias-finais da Liga dos Campeões. A equipa de Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias voltou a bater o Borussia Dortmund por 2-1, agora na Alemanha, e vai defrontar o PSG na eliminatória antes da final. Os citizens começaram a perder com um golo do jovem Bellingham mas reagiram no segundo tempo com tentos de Mahrez (grande penalidade) e Phill Fonden.O Manchester City entrou no Signal Induna Park com a magra vantagem de um golo, sabendo que um tento do Borussia Dortmund deixaria os alemães em vantagem na eliminatória. Guardiola fez algumas mexidas no onze e surpreendeu ao jogar sem um avançado, deixando esse espaço para as entradas de De Bruyne, Bernardo Silva ou Phill Foden. João Cancelo ficou no banco dos ingleses, entrando Zinchenko para lateral esquerdo.Edin Terzic, treinador do Dortmund, voltou a contar com Raphael Guerreiro no onze, ele que repetiu a equipa que perdeu 1-2 na semana passada no Etihad.O Manchester City entrou com mais bola, como já se esperava, mas foi Dortmund o primeiro a marcar, aos 15 minutos. Haaland serviu Bellingham na área, o menino de 17 anos recebeu e atirou para um golaço, perante a passividade da defensiva inglesa. Estreia a marcar do jovem inglês de 17 anos. Aos 18, nova oportunidade, com Akanji a saltar sozinho na área após canto e a cabecear à figura de Ederson.A resposta dos de Guardiola foi imediata e só não marcaram porque não calhou. Aos 25, Morey perdeu a bola para De Bruyne, o belga disparou forte à barra, a bola sobrou para Bernardo que cabeceou para fora, num lance onde pediu penálti. Nova oportunidade flagrante aos 32: centro largo para Foden, que meteu na zona de tiro, Mahrez disparou, Bellingham cortou em cima da linha de golo já com o guarda-redes batido.Mesmo sem avançado-centro, o Manchester City conseguia entrar no último reduto contrário. Aos 38 minutos, após canto de De Bruyne, Bernardo Silva deixou em Stones que assistiu Zinchenko para um cabeceamento fraco, à figura de Hitz.O que o City teria de fazer no segundo tempo era arranjar forma de furar a parede amarela à frente da baliza de Hitz. O Dortmund defendia com nove jogadores atrás da linha da bola, todos muito juntos, com uma pressão frenética sobre os homens de Guardiola. E essa forma foi mexendo na forma como as peças se moviam no terreno.Hitz começou por dar-se nas vistas logo aos 51 minutos, a desviar com uma palmada um centro de Zinchenko. Na sequência do canto, o médio Emre Can jogou a bola com a mão na área. Penalti assinalado pelo árbitro espanhol Carlos Del Cerro Grande que Mahrez converteu com um pontapé forte e colocado.O 2-1 esteve nos pés de Kevin De Bruyne, após uma jogada fantástica do belga: arrancou do seu meio-campo, deixou vários adversários para trás antes de rematar colocado para uma defesa fantástica de Hitz, aos 74. Aos 58 tinha estado também perto de marcar mas falhou o remate.Na sequência do canto aos 74, novo golo. Bernardo Silva marcou curto para Foden à entrada da área, o jovem médio inglês disparoui de pé esquerdo para um golaço. A bola ainda bateu no poste mas morreu no fundo da baliza de Hitz, guarda-redes que parece mal batido no lance.Um dos méritos do Manchester City foi ter conseguido anular o ataque alemão. O norueguês Haaland só apareceu aos 80 minutos, após perda de bola de Zinchenko. O remate saiu ao lado.Sempre melhores em todos os capítulos do jogo, era o City que estava mais perto do 3-1 do que o Dortmund do 2-2. Aos 81, Phill Foden passou por alguns adversários, deixou a equipa em superioridade numérica no último terço mas o passe saiu mal para Mahrez.Nos descontos, Sterling isolou-se mas perdeu imenso tempo e não conseguiu marcar.


Latest News
Hashtags:   

Manchester

 | 

volta

 | 

vencer

 | 

Dortmund

 | 

defrontar

 | 

meias

 | 

finais

 | 

Champions

 | 

Sources